agosto 25, 2013

A chegada dos anos 70

www.nossajovemguarda.com.br
O futebol brasileiro entrou a década de 70 tricampeão do mundo. O memorável time, que tinha Pelé, Gerson,Tostão e Rivelino, entre outros craques, conquistou com o tricampeonato a posse definitiva da taça Jules Rimet. Definitiva enquanto durou, já que o troféu com quase dois quilos de ouro maciço seria roubado 13 anos depois e derretido pelos ladrões. A seleção que fez a torcida cantar “a taça do mundo é nossa, com brasileiro não há quem possa”, para orgulho da ditadura militar, não repetiria o brilhante futebol nas Copas do Mundo seguintes, de 1974, na Alemanha, e de 1978, na Argentina, para decepção geral.

www.nossjovemguarda.com.br
Eles começaram quando os Beatles acabaram, no rescaldo do fim do sonho hippie. E terminaram logo após o punk anunciar o fim do mundo como o conhecíamos. Nesse intervalo, os anos 70 trouxeram a efervescência da era da discoteca, os filmes de catástrofe, o início da hegemonia do cinema hollywoodiano para adolescentes, os primeiros passos do hip-hop e da música eletrônica, o auge e a morte do rock progressivo, além de um vestuário que deu uma identidade toda particular para a época. Foram fatos, movimentos e estéticas que ajudaram a enterrar definitivamente as ilusões da década de 60 e a lançar as bases do que seria a vida a partir dos anos 80.

Foi uma década em que o mundo vivenciou a derrocada norte-americana no Vietnã, o escândalo político de Watergate, o surgimento do movimento punk, a crise do petróleo e a ascensão de um pensamento econômico ultraliberal. No Brasil, passava-se dos anos mais repressivos da ditadura militar para o início do processo de abertura política. Por conta da censura e do regime autoritário, muitas das transformações culturais e comportamentais daqueles anos não foram completamente vivenciadas por aqui naquele momento.

Mas tanto aqui como lá fora, as roupas, as artes e o comportamento jovem mudaram radicalmente ao longo dos anos 70. A herança sessentista deu o tom nos primeiros anos, no visual e no comportamento hippie e nas artes psicodélicas. No final da década, partes significativas da juventude tinham aderido ao modo de ser soturno e agressivo do punk ou ao estilo colorido, descompromissado e hedonista na onda da discoteca e da música pop.







Fonte:Informaçoes pessoas.hsw

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por nos dar o prazer da sua visita.
Seu comentario será publicado depois de moderado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Blogger Templates