fevereiro 08, 2013

O Rei pode cantar na Copa do Mundo de 2014


Após quase dez anos sem apresentar nenhuma música nova, Roberto Carlos iniciou recentemente uma vigorosa retomada do sucesso de sua carreira. Em 2012, o artista lançou canções novas - que são tema de novela e já venderam cerca de 2 milhões de discos - e negocia agora sua participação na Copa de 2014. O Rei já vendeu mais de 110 milhões de discos na carreira. Ele se tornou um ídolo na década de 1960 à frente da Jovem Guarda, o primeiro grande movimento de rock do Brasil.

Na década seguinte, mudou para o atual perfil romântico e lançou grande parte de seus maiores sucessos.

Porém, o artista vivia uma espécie de bloqueio criativo desde o fim da década de 1990, realizando apenas seus shows, mas sem apresentar músicas novas, segundo o crítico de música Antônio Carlos Miguel, autor do livro "Guia de MPB em CD". O último disco com músicas inéditas de Roberto Carlos - antes do atual "Esse Cara Sou Eu" - havia sido lançado em 2003.

"Ele continua um ótimo cantor, tem uma obra enorme, mas ir a um show dele é como assistir aos Rolling Stones: você vai ouvir muitas músicas das décadas de 60 e 70 e uma ou duas novas", disse o crítico. De acordo com Antônio Carlos Miguel, há alguns anos Roberto Carlos começou a autorizar que outras bandas, como Titãs e Nação Zumbi, gravassem suas músicas, tornando-as mais populares entre os jovens. Porém, a grande retomada veio no ano passado, com um disco de quatro músicas - duas delas totalmente inéditas -, que vendeu 2 milhões de cópias em CD e teria sido baixado 700 mil vezes pela internet.

A coroação desse processo pode ser a eventual escolha do artista para participar da abertura da Copa de 2014. Um assessor direto de Roberto Carlos disse à BBC Brasil que ele já foi convidado para a tarefa pela Sony Music - empresa patrocinadora que teria o poder de apontar à Fifa os artistas que participarão da cerimônia. As equipes do cantor e da Sony Music negociam atualmente os termos e valores de sua eventual participação no mundial. Ambas as partes dizem esperar a concretização do processo.

"Olha, eu vou ficar muito nervoso em participar de uma abertura dessas, porque é uma coisa totalmente diferente na minha vida. Eu nunca fiz, mas com certeza que é uma honra muito grande ser convidado para um evento como esse", afirmou Roberto Carlos no último dia 27, em entrevista à imprensa.

O artista comparou sua eventual participação na Copa com o desfile da escola de samba carioca Beija-Flor em 2011, quando ele foi tema do enredo. "São duas emoções diferentes. A homenagem da Beija-Flor era uma homenagem em que eu tinha que só receber e desfilar. Uma abertura da Copa do Mundo é um momento que eu tenho que cantar, e cantar sob uma emoção daquelas e sob um nervosismo daqueles. A responsabilidade de fazer, enfim, é um pouco diferente", disse.

Na ocasião da entrevista, Roberto Carlos não admitia publicamente o convite, embora sua equipe confirmasse reservadamente a informação. A Sony também não fez comentários sobre o assunto.

Afirmou apenas que presta "consultoria artística ao Comitê Organizador da Fifa em relação aos eventos relacionados ao mundial".

2 comentários:

  1. Se um cantor deve representar o Brasil a sua sede na Copa do Mundo. Esse é Roberto Carlos, não essas merdas de Ivete e essas trupes que tocam essa merda de axé, funk e sertanejo escroto.

    ResponderExcluir
  2. mais o cara xerga na copa e canta esse cara sou eu,eu juro que eu me mato

    ResponderExcluir

Obrigado por nos dar o prazer da sua visita.
Seu comentario será publicado depois de moderado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Blogger Templates