dezembro 15, 2012

Roberto Carlos recebe o Troféu Mário Lago no 'Domingão do Faustão'



A tarde de gravação da Pizza do Faustão teve uma emoção a mais na hora da entrega do Troféu Mário Lago, que é entregue para grandes artistas brasileiros. O cantor Roberto Carlos (71) foi o premiado especial do ano de 2012 e ficou muito agradecido pela bela homenagem, dizendo muitos ‘Obrigado’ no palco da atração. Ele recebeu o prêmio das mãos de Regina Duarte (65), que foi a vencedora de 2011.

“É uma honra para mim ser homenageado e ouvir tantas coisas lindas. Obrigado por toda essa emoção que senti aqui hoje e por receber esse Troféu Mário Lago, que representa tudo o que há de bom e todo o talento. E ainda com a presença dessas atrizes maravilhosas. É uma grande honra receber o troféu e agradeço a todos vocês [os fãs] que me ajudaram a realizar tudo isso”, declarou.







Para fechar a homenagem com chave de ouro, ele cantou seu novo sucesso, Esse Cara Sou Eu, que está na trilha sonora de Salve Jorge, e distribuiu as tradicionais rosas vermelhas para as atrizes, as dançarinas do Faustão e também para a plateia.
Nos bastidores da gravação, o Rei foi tietado por todos os artistas que estavam presentes e pediam para cumprimentar e tirar fotos com o ídolo, como Juliana Paes (33), Flávia Alessandra (38), Luana Piovani (36) e Tiago Abravanel (25).

No momento da entrega do troféu, várias personalidades foram convidadas para relembrar histórias ao lado de Roberto Carlos. Confira alguns depoimentos:

Paulo Coelho: “Lembro quando ouvi pela primeira vez o especial de Roberto que passava no rádio. Foi tão comovente ouvir aquelas músicas. Fazem parte da minha vida e de toda uma geração de brasileiros. Obrigado pela sua música, seu romantismo. É um orgulho tê-lo na música brasileira. Escutamos sua música e sentimento orgulho de ser brasileiros”.

Glória Maria: “Em 30 anos de Globo, participei de quase todos os especiais de Roberto. Em Jerusalém, de repente ele levantou os braços e nessa hora o Jayme Monjardim me disse: ‘vai lá que ele quer dançar com você’. Eu não acreditei. Eu queria que você soubesse, Roberto, que talvez esse tenha sido o momento mais lindo da minha vida pessoal e profissional. Com certeza, os momentos mais bonitos da minha vida eu vivi ao seu lado nos especiais”.

Serginho Groisman: “Na década de 1960, assisti ao vivo o programa ‘Jovem Guarda’. Lembro muito bem de quando ele saiu do palco e vi as meninas rasgando a roupa dele. Tenho o privilégio de dizer que estava lá e assisti ao primeiro programa ‘Jovem Guarda’ do Rei”.

Neymar: “Roberto, ‘Esse Cara Sou Eu’. Estou bastante com essa música”.

Paloma Bernardi: “Não existe nada melhor do que uma música de Roberto Carlos, com o namorado e jantar à luz de velas”.

Bruno Gissoni: “Tenho certeza que meus filhos e netos vão saber quem é Roberto Carlos e vão cantar Roberto Carlos. A música de qualidade é eterna”.

Fernando Henrique Cardoso: “Antes do final do meu governo tive o prazer de dar uma condecoração para ele. Quando ele chegou, tudo parou. Foi uma cerimônia simples e singela e em vez de discursar, ele cantou. Esse é o Roberto. Ele é simples. Por isso é Rei. Rei não é poder, é aura e Roberto Carlos tem aura. Troféu Mário Lago é uma distinção àqueles que tem aura”.

Maria Fernanda Cândido: “Meu pai conquistou minha mãe tocando uma música do Roberto Carlos no violão. Talvez se não fosse por ele eu não estaria aqui. E levei meu marido, que não é brasileiro, a um show e no final ele disse: ‘Roberto não canta, ele conta’. No final fui me estapear para tirar uma foto e lá no meio esbarrei numa senhora. Quando vi era a Hebe se estapeando também por ele”.

Juliana Paes: “Tenho muitas histórias em que ele esteve presente na minha vida. Minha falecida avó era muito apaixonada, só que nunca conseguiu ir a um show. Quando fui pensei muito nela e tinha certeza de que ela estava lá comigo. E quando cheguei da maternidade, não sabia muito o que fazer, o Du também não sabia e o Pedro não parava de chorar. Fui para o quarto com ele e disse que ia conseguir fazer ele parar de chorar. Não vinha nenhuma canção na minha cabeça até que comecei a cantar para ele ‘Como É Grande o Meu Amor Por Você’. É a música que canto para o Pedro
até hoje”.

Ísis Valverde: “Venho de cidade pequena e todo mundo ouvia Roberto Carlos em casa, na igreja. Ouvi desde muito cedo. Foi inerente a minha vida. Ano passado, pela primeira vez, o vi ao vivo e até então não sabia realmente quem era essa pessoa que tinha essa luz. Ele tem uma luz que toca todo mundo. É absurdo. Fui toda torta, mas consegui dar um abraço nele”.

Paolla Oliveira: “Sou a pessoa que tem mais tias no planeta e todas tem mais rosa do que roupa no guarda-roupa. Te ver no palco é algo realmente especial. É grandioso”.

Débora Nascimento: “Fora as músicas que falam de amor, lembro de uma especial, Calhambeque. Minha mãe cantava para mim quando eu era bem pequenininha. Eu nem sabia falar e dançava a música e tentava cantar”.

Flávia Alessandra: “Todos nós desde berço fomos regrados a ouvir o Rei. Já fui a vários shows, tenho várias rosas, mas é a primeira vez que estou tão perto. Quero ser como você não como rei, mas como ser humano. É um ser humano de uma simplicidade enorme”.

Regina Duarte: “Ninguém nesse país se apaixonou sem estar embalado pela sua poesia. Tudo o que você faz é apaixonadamente e é essa paixão que bate no coração da gente e arrebata. Não têm palavras para agradecer a sua carreira. Obrigada, Roberto. Ninguém no mundo merece este prêmio mais do que você”.







Fonte: Caras

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por nos dar o prazer da sua visita.
Seu comentario será publicado depois de moderado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Blogger Templates