julho 08, 2013

Anos 60: Roberto Carlos incomodava mas Erasmo provocava os conservadores

Erasmo Carlos não é apenas um dos maiores nomes do rock e da música brasileira. O cantor e compositor é uma espécie de patrimônio musical nacional. O "Tremendão" praticamente foi o pioneiro na introdução do rock - um estilo que, na época, era mal visto e marginalizado por vários setores da sociedade - no País nos anos 60.


Se Roberto Carlos incomodava os conservadores, mais contrariedade ainda provocava Erasmo Carlos, o lado mais radical da Jovem Guarda, o mais novo e mais rebelde da turma. Autor da clássica versão de ‘Splish Splash’, o primeiro grande sucesso de Roberto Carlos, em 1963, e co-autor do hit seguinte, ‘Parei na Contra Mão’, Erasmo só gravou seu primeiro disco no final de 1964. Erasmo que, naquela época, “já tinha umas idéias avançadas”, com disse Lafayette em entrevista à revista on line Senhor F, antecipou diversas “novidades”, como a introdução do órgão Hammond B3 do próprio Lafayette na Jovem Guarda. No final dos anos sessenta e nos anos setenta, Erasmo contribui para o desenvolvimento do que veio a se chamar “samba rock”, participou do primeiro festival ‘Hollywood Rock’ e gravou com Rita Lee, a nova “rainha do rock” nacional.

Já a mineirinha Wanderléa, apesar da contida postura no programa Jovem Guarda, significou um grande avanço no perfil da cantora de rock nacional e, mesmo, internacional. Seu som por vezes agressivo, do que é maior exemplo o megahit ‘Prova de Fogo’, aliado às roupas ousadas e modernas, em especial suas calças apertadas, fizeram dela um modelo comportamental para as jovens de sua época. Sua presença no programa Jovem Guarda, ao lado de Roberto e Erasmo, ao invés de um tradicional casal de apresentadores, já sugeria uma sintonia com o novo espaço conquistado pelas mulheres naquela década. Com o fim da Jovem Guarda, Wanderléa gravou um disco de MPB com produção de Egberto Gismonti, mantendo a carreira até hoje.

Além de Roberto, Erasmo e Wanderléa, a Jovem Guarda também produziu uma infinidade de astros, alguns meteóricos, que contribuíram para consolidar o repertório do novo e definitivo gênero musical. Entre eles, destacam-se cantores como Ronnie Von, Eduardo Araújo, Jerry Adriani, Sérgio Reis, Wanderley Cardoso, Bobby De Carlo (de ‘O Tijolinho’), Ed Wilson e cantoras como Meire Pavão, Valdirene, Cleide Alves, Rosemary, Silvinha e Vanusa. Ainda tiveram grande projeção as duplas e grupos vocais, como Os Vips, Deny e Dino, The Golden Boys, Os Caçulas, Trio Esperança, Leno e Lilian e Os Iguais (de onde saiu o cantor Antônio Marcos), entre outros.






Fonte: Informações Senhor 

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por nos dar o prazer da sua visita.
Seu comentario será publicado depois de moderado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Blogger Templates