novembro 20, 2012

As fofocas nos tempos da jovem guarda


Fofocas sobre famosos sempre renderam, e rendem até hoje, é só contar (incontaveis) quantos sites e blogs sobre isso existem na internet.
Mas naquele tempo a gente nem imaginava o tal computador, eram as revistas tipo, Revista do Rádio com sua coluna Mexericos da Candinha, Intervalo, etc.





A seção "Mexericos da Candinha" era o grande sucesso da revista. Ninguém sabia quem era a Candinha, mas ela sabia de tudo... Esta seção foi a precursora das atuais colunas sociais e revistas de fofocas que se ocupam da vida de artistas e personagens de destaque na sociedade. Quantas Candinhas não conhecemos hoje em dia, não é mesmo?








A revista "Intervalo" circulou semanalmente no Brasil, entre os anos de 1963 e 1972. Lançada pela Editora Abril, surgiu com a finalidade de cobrir todo o mundo da televisão.

Inicialmente, a revista era publicada em duas edições regionais abrangendo, além de São Paulo e Rio de Janeiro, toda a área de alcance dos canais de TV paulistas e cariocas... Com o tempo, novas edições regionais passaram a circular em todo o país.


Veja algumas fofocas sobre os famosos daquela época:

1966:

* Ronnie Von ganhou de presente do Simonal um boneco Mug. O Mug é um boneco diferente, que parece uma bola e tem fama de dar sorte a quem ganha.

* Nicholas, o mordomo de Roberto Carlos, está treinando tiro ao alvo justamente na foto de tamanho normal do Tremendão, vestido de cow-boy.

* Nara Leão tem sido vista com o cantor Jerry Adriani. Será que estão namorando?

* Ronnie Von garante que não vai deixar o cabelo crescer mais: já tenho muita sorte com as mulheres e elas não gostam de exageros.

* Erasmo Carlos diz: Só poderei me apaixonar por garotas do tipo de Wanderléa ou de Débora Duarte. Elas são como eu gosto: morenas e bacanas.

* Rosemary não aceita caronas. Só vai para casa de ônibus.

* Ed Wilson melhorou muito sua aparência após o regime.

* Wanderléa apareceu num programa de TV com uma calça prateada tão justa, mas tão justa, que deixou os câmeras daquele jeito

 1967:

 * 30.000 cruzeiros novos é a multa estipulada por Carlos Imperial a Eduardo Araujo e Silvinha, caso não cessem o romance que estão vivendo.

`Investi muito dinheiro na promoção dos dois nomens - revela - e esse namoro inventado pode passar mal junto aos fãs. É preciso acabar logo com isso senão perderei tempo e dinheiro.`

* Vai bem o romance de Débora Duarte e Erasmo Carlos.

* Renato (Seus Blue Caps) confessa que não quer mais nada com sua ex-namorada Lílian. Está irredutível, apesar de saber que a moça chora dia e noite.

* Não há mais dúvida: é no iê-iê-iê que esta o dinheiro. A cantora Silvinha mandou fazer um smoking com seda importada da China, por 800 mil cruzeiros antigos.

 * O Rei resolveu virar pintor: Roberto Carlos já pintou dois quadros (não quer que sejam fotografados) e pretende pintar muito mais. Quem sabe um dia ele não os coloca em exposição?

* Martinha está também namorando. Ele é o baterista de Roberto Carlos.

* Jerry Adrianai com problemas, é que uma turma de garotas fez uma serenata para o ídolo em plena madrugada, só que ele mora no sexto andar e no dia seguinte recebeu reclamações do prédio todo.

* Roberto Carlos falou, em torno das manifestações dos Beatles pró liberação da maco-nha na Inglaterra: Ouçam o que eles cantam, não o que eles falam.




0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por nos dar o prazer da sua visita.
Seu comentario será publicado depois de moderado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Blogger Templates