janeiro 08, 2013

A TV Excelsior contratou Eduardo Araujo para competir com a Jovem Guarda na década de 1960


Na década de 1960, dar o comando de um programa para um cantor ou para uma cantora era sinal de sucesso em audiência e em fidelização de um determinado público. Os grandes astros da Jovem Guarda e da nossa MPB, por exemplo, foram todos guindados à condição de apresentadores ou até mesmo de atores pelas nossas principais emissoras, nessa época.

Roberto, Erasmo e Wanderléa comandavam o "Jovem Guarda"; Wanderley Cardoso foi brilhar ao lado dos Trapalhões; Ronnie Von conduzia o "Pequeno Mundo de Ronnie Von"; Agnaldo Rayol era responsável por uma das maiores audiências na época com o "Corte Rayol Show"; Jerry Adriani ganhou a apresentação de "A Grande Parada" e ainda tínhamos Elis Regina e Jair Rodrigues à frente do "O Fino Da Bossa"; Elizeth Cardoso com o "Bossaudade"; Wilson Simonal e o seu "Show em Simonal" e Moacyr Franco com o "Moacyr Franco Show".

E foi em 1967, que a TV Excelsior também entrou nessa onda, contratando um cantor com um timbre vocal diferente e muito roqueiro chamado Eduardo Araújo. Ele estava arrebentando nas paradas de sucesso com uma música dele e de Carlos Imperial chamada "O Bom". Não houve dúvidas em relação ao nome do programa e foi assim que "O Bom" estreou nas tardes de domingo justamente para enfrentar o "Jovem Guarda" da TV Record.

Eduardo Araújo ganhou como companheira de apresentação uma nova cantora, também mineira como ele, e que estava despontando com músicas como "Feitiço de Broto". Era Silvinha, dona de uma voz possante e que menos de dois anos depois se tornaria sua mulher, em uma parceria na carreira e na vida particular que só acabou com a morte prematura da cantora, em 2008, vitimada por um câncer de mama.

Com Eduardo Araujo e Silvinha estavam no palco da TV Excelsior, também como fixos do programa, a banda jovem do maestro Peruzzi e o grupo Os Brasas. A ideia era lançar novos valores e que não tinham muito espaço na turma da Jovem Guarda da emissora concorrente.

Foi assim que o programa lançou e ajudou a consolidar as carreiras da dupla Deny e Dino, da cantora Vanusa e de uma banda chamada Os Minos, que tinha como líder nada menos que um cantor que assinava como Pepeu Gomes.

O programa foi um sucesso, mesmo competindo no horário, em São Paulo, com o "Jovem Guarda" da TV Record, e consolidou a carreira de Eduardo Araújo e de Silvinha, que não davam conta de tantos shows naquela época. O cantor só parou de fazer apresentações quando a doença de Silvinha se manifestou e hoje, aos 70 anos, continua muito requisitado para participar de shows por todo o Brasil.








Fonte: Informações http://www.telehistoria.com.br

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por nos dar o prazer da sua visita.
Seu comentario será publicado depois de moderado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Blogger Templates