janeiro 18, 2013

Nos anos 60 os discos mais vendidos na semana batiam ponto no "Astros do Disco" da TV Record


No inicio dos anos 1960, a TV Record criou um programa muito parecido com o "Noite de Gala", que fazia sucesso na TV Rio.

Ele se chamava "Astros do Disco", inicialmente apresentado só por Randal Juliano (1925-2006) e depois, com o sucesso do programa, também pela ex garota-propaganda Idalina de Oliveira.

Nas noites de sábado, "Astros do Disco" se transformou em um dos maiores sucessos da emissora paulista e todos queriam saber quais eram os discos mais vendidos na semana e aplaudir de casa ou do auditório da emissora os cantores e cantoras que vinham, ao vivo, defender os seus grandes sucessos.

Idalina de Oliveira apresentadora

O programa era em alto estilo e todos os cantores precisavam se apresentar de smoking, bem como as cantoras de vestido longo, tendo uma grande orquestra ao fundo.

Randal Juliano comandava o programa com muito talento e personalidade e se transformou em uma espécie de voz oficial da TV Record quando se falava em música e programas musicais. Com o sucesso do programa ele foi guindado à fama e, nos bastidores da emissora, só perdia o poder para Blota Junior (1920-1999), que era o grande nome em apresentação de programas de TV na época.

Roteirizado por Hélio Ansaldo (1924-1997) e produzido pela famosa Equipe A da TV Record, o programa apresentava as músicas e os discos mais vendidos nas lojas especializadas na semana, e foi o responsável também pela criação do Troféu Chico Viola, prêmio máximo para os cantores e compositores das músicas mais executadas no rádio e na TV a cada ano.

Artistas como Roberto Carlos, Wilson Simonal, Elis Regina, Agnaldo Rayol, Ângela Maria, Chico Buarque, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Nara Leão, Wanderléa, Erasmo Carlos e até Teixeirinha eram presenças constantes na parada semanal. Eles eram considerados os grandes astros do disco, fosse ele um LP, um compacto duplo ou um compacto simples, em 33 ou em 78 rotações.

Para o escritor e biógrafo Paulo César Araujo, que ficou conhecido por ter sido o autor da biografia censurada do cantor Roberto Carlos, "aparecer no programa da TV Record nos anos 1960 era o desejo de todo artista da música popular brasileira e ele alavancou a carreira de muito cantor naquela época".

Antes mesmo de se tornar o comandante do programa "Jovem Guarda", Roberto Carlos conquistou o público paulista participando muitas vezes do "Astros do Disco" graças ao sucesso do seu 78 rotações que trazia as músicas "Splish Splash" e "Parei na Contramão".






Fonte: Informações tele história

2 comentários:

  1. Meu pai, Adollar Luccio, era maestro, arranjador e saxofonista da "big" banda que fazia parte deste programa. Tenho fotos e documentos em meu acervo... E ler tudo isso me remeteu a um passado rico e cheio de encantamentos. Realmente eu era muito criança nesta época, mas como tudo que é bom fica tatuado na memoria...

    Parabéns pela pagina.

    Abraços a equipe...

    Sandra Luccio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Óla Sandra, com certeza seu pai viveu em uma época bem melhor que agora, e sem medo de errar, digo que ele deve ter sido um excelente músico.
      Obrigado pela sua visita e comentário e volte mais vezes amiga.

      Abraço

      Excluir

Obrigado por nos dar o prazer da sua visita.
Seu comentario será publicado depois de moderado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Blogger Templates