outubro 16, 2012

Sandra Bréa 'Minha amiga linda e famosa'

Fiquei na dúvida se deveria contar aqui como foi a minha breve amizade com essa atriz famosa na década de 70, uma pessoa que apesar de toda fama era simples, meiga, humilde e com quem eu pude conviver por mero acaso.

Os registros das datas podem ser confirmados nos arquivos do Othon Palace Hotel.


Othon Palace Hotel em frente ao Viaduto do Chá  -  SP

Eu era funcionário do Othon Palace Hotel em São Paulo.  A Sandra Bréa tinha se hospedado pois iria fazer um show em São Paulo com o Miéle, o show chamava-se 'Sandra Bréa em Alta Tensão', isso foi em 1974.

Fui chamado pelo gerente para atender um hóspede em seu apartamento, isso era uma coisa rotineira no meu trabalho, fui e nem sabia que esse hóspede era a Sandra Bréa. Quando cheguei no apartamento percebi que a porta estava apenas encostada, toquei a campainha e como ninguem atendia bati na porta.
Percebi então que tinha algo estranho acontecendo e empurrei a porta, dei de cara com a Sandra Bréa sentada na saleta de entrada e parecia não estar passando bem, apesar de surpreso e meio assustado com a situação falei para ela que iria pedir ajuda, o que ela não quis e pediu que eu ajudasse ela ir até a cama e que o mal-estar que estava sentindo iria passar.
Ela pediu então que eu pegasse leite no frigobar,  era mais ou menos 11 horas da manhã, eu tremia tanto que acabei derramando um pouco de leite na roupa dela quando fui levar o copo em sua boca, ela tomou o leite e perguntou se eu podia ficar um pouco mais com ela,  eu respondi que ficaria sim.

Liguei para meu gerente na recepção e ele autorizou que eu ficasse com ela, depois de mais ou menos uns quarenta minutos ela parecia estar melhorando mas pediu que eu ficasse mais um pouco. então começou a conversar comigo, onde eu morava, se gostava do meu trabalho, essas coisas. Como ela ainda não estava bem, tinha vomitado o leite que tomou e estava indisposta pediu que eu ligasse para o Miéle, ela estava preocupada pois a noite tinha que estar bem para o show que faria com ele.

Eu liguei, e confesso que não gostei de falar com ele, eu disse a ele o que estava acontecendo e ele meio bravo respondeu que precisava dormir e que eu chamasse um médico. Se não fosse por receio de perder meu emprego confesso que teria mandado ele pro inferno, e contei isso para ela que acabou sorrindo apesar do mal estar que sentia ainda.



Para encurtar a história, eu sai do apartamento dela por volta das 16 horas quando chegou uma tia dela que me agradeceu por estar ali com a sobrinha dela. Me despedi da Sandra que me abraçou e disse que nas preces dela pediria a Deus por mim e que nunca esqueceria de minha ajuda naquele momento.

Na volta para casa depois do trabalho eu ainda não acreditava no que tinha acontecido, eu tinha 23 anos e ela 24, ela era uma atriz linda e famosa e eu estava deslumbrado, contei para minha família e para alguns amigos que a Sandra Bréa tinha ficado minha amiga, ela já era uma atriz global famosa e iria estrear seu filme com Ney Latorraca 'Sedução', pensei então, imagina se ela vai lembrar de mim amanhã, ela nem vai lembrar que eu existo.

Como eu estaria de folga no dia seguinte quando voltei para trabalhar ela já tinha ido embora do hotel. Mas para minha surpresa meu gerente mandou me chamar e me entregou uma carta que ela tinha deixado para mim. Quase desmaiei quando ele me entregou o envelope, na carta ela agradecia e dizia que na próxima semana estaria de volta pois teria um evento no Guarujá-SP para a divulgação do filme 'Sedução' estrelado por ela e Ney Latorraca.

Eu não acreditava que aquela estrela famosa não tinha esquecido de mim. Na semana seguinte eu estava no saguão do hotel quando percebi uma certa agitação na entrada do hotel, fotógrafos, imprensa, etc.

Então eu a vi entrando com muita gente em volta dela, fui me afastando e já pensava em sair correndo tal era minha timidez quando para minha surpresa ela chamou bem alto Ademirrrr ! nossa quase caio duro, ela lembrava de mim.


Veio ao meu encontro me abraçou como se eu fosse um amigo de quem se gosta muito, mais uma vez pensei que seria demitido do hotel, pois as normas não permitiam esse tipo de relacionamento com hóspedes, ainda mais hospede VIP e famosa como ela.

Nesse dia ela mesma pediu ao meu gerente para que eu pudesse subir com ela e com a tia dela até o apartamento. Já no apartamento ela me entregou uma caixa enorme de bombons Kopenhagem que tinha comprado para mim. Eu não acreditava que tudo aquilo estava acontecendo, então ela disse para mim você é quem vai escolher qual vestido eu vou usar na avant-première do meu filme, e eu escolhi entre um entre os três que ela mostrou, no dia seguinte ela estava nas capas das revistas famosas do Brasil usando o vestido que eu tinha escolhido.

Depois por decisão da Globo ela não se hospedou mais no Othon Palace Hotel e passou a se hospedar no Hotel Hilton na Avenida Ipiranga-SP. Ainda estive com ela uma vez no Hotel Hilton, depois eu pedi demissão no Othon Palace Hotel e nunca mais voltei a ter contato com ela.


Sandra iniciou um afastamento da TV no fim dos anos 80 e sua última aparição em novelas foi em 1992, em “Felicidade”, um ano antes de revelar-se portadora do HIV.

Em 2 de maio de 2000, ela foi levada ao Hospital Barra D'or para fazer uma tomografia computadorizada. Não soube o resultado, pois morreu dois dias depois em sua casa, em Jacarepaguá. “Não morrerei de Aids”, dizia. “Vou morrer como qualquer um, atropelada.”

Saudades da minha querida amiga Sandra Bréa


Ademir Palácios






Na televisão

1997 Zazá… como ela mesma
1991 Felicidade…como Rosita
1990 Gente Fina…como Janete
1989 Pacto de Sangue…como Francisca Matoso
1987 Bambolê…como Glória Muller
1986 Hipertensão… participação especial
1985 Ti Ti Ti…como Jacqueline
1983 Sabor de Mel…como Laura
1982 Elas por Elas…como Vanda
1982 Estúdio A... Gildo
1979 Memórias de Amor…como Lívia
1978 O Pulo do Gato…como Noêmia
1976 Sandra & Miele…como Sandra
1975 Escalada…como Roberta
1974 Corrida do Ouro… como Isadora
1974 Mulher
1973 Os Ossos do Barão…como Zilda
1973 O Bem-Amado…como Telma Paraguaçu
1972 Bicho do Mato
1972 Uau, a Companhia
1970 Faça Humor, Não Faça Guerra
1970 Assim na Terra como no Céu… como Babi



No cinema

As Aventuras de Mário Fofoca (1982)
O Convite ao Prazer (1980), como Ana
Sede de Amar (1979), como Tânia
Os Imorais (1979)
Sábado Alucinante (1979), como Laura
Herança dos Devassos (1979)
A República dos Assassinos (1979)
A Noite dos Duros (1978)
Amada Amante (1978), como Fátima
O Prisioneiro do Sexo (1978), como Ana
Sedução (1974), como Flametta
Os Mansos (1973),
Cassy Jones, o Magnífico Sedutor (1972), como Clara
Um Uísque antes, um Cigarro depois (1970)



5 comentários:

  1. É hoje em dia a gente não ve mais artista com bõa enducação e humildes,maiorias são cocotinhas e fresca,se acha e pior humilha todos em suas voltas,mais vez enquando alguns sempre se dar mal,caem sempre em mal caminhos e vicios sem volta.

    ResponderExcluir
  2. Grande homenagem a minha musa!!!

    ResponderExcluir
  3. Que estória bonita esta sua de amizade com a Sandra Bréa Ademir!

    Muito legal a postagem, parabéns!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. sandrinha tenha fe...DEUS te ama e sabe de todas as coisa,sou sua fa a muitos anos acho vc a mulher + linda da tv e sinto orgulho de tela conhecido, a muitos ano vou rezar muito para DEUS para vc ter mais..fe sua amiga.

    ResponderExcluir
  5. eterna de belezza e talento uma musa inesquecivelll

    ResponderExcluir

Obrigado por nos dar o prazer da sua visita.
Seu comentario será publicado depois de moderado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Blogger Templates