agosto 29, 2012

Isolda: De uma singela brincadeira nasceu um mega sucesso


Quando Isolda estava num restaurante, enquanto aguardava a chegada do prato pedido, propôs uma brincadeira com duas amigas onde cada uma deveria escrever no guardanapo um verso de amor para um namorado, não imaginava que estava criando um dos maiores sucessos de sua carreira de autora: Os versos que ela escreveu foram "Das lembranças que eu trago da vida você é a saudade que eu gosto de ter" pensando no irmão Milton Carlos que havia falecido num acidente de automóvel.


Brilhante compositora, esta paulistana nascida em 09/01/1957, teve forte "influência" musical da família: bisavô e  avô maestros e compositores, tornar-se-ia uma das melhores compositoras de músicas românticas a partir dos anos 70.

Iniciou a compor ainda menina juntamente com o irmão fazendo músicas para seu teatrinho de bonecos; já mocinha, sempre com o irmão Milton Carlos passaram a inscrever suas músicas nos festivais, muito em moda nas décadas de 60 e 70; ganharam alguns prêmios e assim que o irmão gravou seu primeiro LP como cantor em 1970, tornaram-se conhecidos e passaram a receber encomendas de músicas de alguns cantores que sentiram na dupla de irmãos grande sensibilidade artística.

Em 1973 através do amigo comum Eduardo Araújo, Roberto Carlos  gravou  "Amigos Amigos" de Isolda e  Milton. Foi o primeiro grande sucesso de público da dupla de compositores. Repetiu-se o sucesso no ano seguinte com o mesmo Roberto Carlos gravando "Jogo de damas"; no mesmo ano Roberto gravou "Elas por elas" e Wando gravou "Na boca do povo", todas de Isolda e do irmão Milton; em 1976 novamente Roberto Carlos gravou com grande sucesso "Um jeito estúpido de amar" e "Pelo avesso"; Milton Carlos gravou também da dupla "Um acalanto", "Uma valsa por favor", "Último samba canção", "Me mata" e "Vexame"; ainda em 1976 Ângela Maria gravou "Nunca mais" e Agnaldo Rayol "Eu levo uma cruz na corrente".

Dessa forma o sucesso da dupla de compositores foi sendo ampliado e reconhecido no meio musical brasileiro, principalmente pelas músicas gravadas por Roberto Carlos.

Prematuramente o irmão Milton faleceu num acidente em 1977; mesmo muito abalada com a morte do irmão e parceiro, Isolda compôs nesse mesmo ano sua primeira música sem a parceria do  irmão: "Outra vez" que tornou-se seu grande sucesso na gravação de Roberto Carlos e que teria inúmeras gravações de outros artistas como Altemar Dutra, Simone, Emílio Santiago e outros além das gravações no exterior de Pepino de Capri, Armando Manzanero e Ray Conniff.

Nessa fase de músicas brasileiras populares, prevaleciam os versos geralmente muito românticos com apelos melodramáticos sobre a melodia de modo geral pobre. Isolda sempre se revelou compositora de imenso talento e sensibilidade muito apurada.

Apesar do grande sucesso alcançado através de 90 músicas compostas em parceria com o irmão e solo, Isolda sempre teve comportamento sóbrio e discreto, chegando mesmo a evitar contatos com a mídia.

O grande sucesso de "Outra vez" entre outras qualidades deve-se à maneira como Isolda com muita sensibilidade e talento escreveu os versos de modo que a maioria de quem viveu um grande amor gostaria de poder falar para sua ex-amada(o) e à magnífica interpretação de Roberto Carlos.

"Outra vez"  foi um dos maiores senão o maior sucesso da carreira do cantor Roberto Carlos.

Obs. Você pode dar uma pausa na música de fundo do Blog na barra abaixo da sua tela

Outra vez 
 (1977)
 
Letra e música : Isolda
 
Você foi o maior dos meus casos 
De todos os abraços 
O que eu nunca esqueci
Você foi, dos amores que eu tive
O mais complicado e o mais simples pra mim 
Você foi o melhor dos meus erros 
A mais estranha estória 
Que alguém já escreveu 
E é por essas e outras
Que a minha saudade faz lembrar
De tudo outra vez....
Você foi a mentira sincera 
Brincadeira mais séria que me aconteceu 
Você foi o caso mais antigo
E o amor mais amigo que me apareceu 
Das lembranças que eu trago na vida 
Você é a saudade que eu gosto de ter 
Só assim sinto você bem perto de mim outra vez
Esqueci de tentar te esquecer 
Resolvi te querer por querer
Decidi te lembrar quantas vêzes 
Eu tenha vontade sem nada a perder
Você foi toda a felicidade 
Você foi a maldade 
Que só me fez bem
Você foi o melhor dos meus planos
E o maior dos enganos que eu pude fazer  
Das lembranças que eu trago na vida 
Você é a saudade que eu gosto de ter 
Só assim sinto você bem perto de mim outra vez
 
 
 

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por nos dar o prazer da sua visita.
Seu comentario será publicado depois de moderado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Blogger Templates