agosto 09, 2012

Quando John Lennon declarou que o “Sonho havia terminado”

John Lennon

No início dos anos 60, roqueiro brasileiro ainda não tinha “cara de bandido”, como Rita Lee cantou décadas mais tarde. Aliás, toda essa mistura do gringo com o nativo que se torna quase obrigatória no pop feito hoje em dia não era usada. As influências vindas do rock americano, e também inglês, eram muito bem assimiladas, mas mal digeridas.


                            Disso resultou um Movimento Musical que não primava por falar de política, que andava de pernas para o ar por aqui, ou das drogas, mesmo que a década de 60 representasse a viagem mais alucinante do século.   Nem se importava muito com a crítica social como a quebra das instituições burguesas, da família, da igreja e mais outras quebras que se tornaram comuns com o passar dos tempos.   Esse movimento era JOVEM GUARDA, e sua principal meta era falar de amor.  

Aquele amor simples, de frases feitas, de promessas honestas de fidelidade monogâmica e respeito ao jogo social.    A Jovem Guarda talvez tenha sido o mais ingênuo manifesto da música popular feito no Brasil, que surgiu num universo habitado por brotinhos, rapazes tentando ter fama de mau e calhambeques envenenados transitando pela Rua Augusta.    Muitos artistas que fizeram sucesso na época levavam apelidos engraçados como: O Bom, Tremendãoe Ternurinha.

 É por isso que os sobreviventes dessa era lembram-se dela com tanta felicidade. Quando John Lennon havia declarado que o “Sonho havia terminado”, isso poderia muito bem se aplicar à JOVEM GUARDA por aqui.  Mas, foi um sonho muito bom, como daqueles passados num cochilo no sofá em alguma tarde de domingo.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por nos dar o prazer da sua visita.
Seu comentario será publicado depois de moderado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Blogger Templates